Férias :)

férias

Bom dia gente linda do meu coração!

Entrei hoje de férias, por isso este post é para me “despedir” de vós, mas apenas por uns dias…

Vou ficar por cá, pelo nosso lindo país, mas conto não fazer nada durante uma semaninha…só espero apanhar sempre muito sol e bom tempo :D

Vou tentar mostrar-vos coisas das minhas férias pelas redes sociais, mas já sabem que em termos de posts é capaz de não sair grande coisa.

Quando voltar já vamos estar quase a meio de Julho, e o blog vai ter algumas surpresas :)

Espero que fiquem bem aí desse lado, e que continuem a acompanhar-me nas redes sociais

Um beijinho enorme e até à minha volta ;)

Lara

Férias em Itália 2016 | Siena e Pisa ♥

panorama_siena_2Fotografia panorâmica da praça principal de Siena

Hoje continuo a série de posts sobre a minha viagem a Itália :) se chegaram agora aqui pela primeira vez e não sabem do que estou a falar, vejam o primeiro post da série, aqui, onde vos conto como foi a minha experiência em Florença.

Ora, como sabem, estive 10 dias em Itália e tirei um dia apenas para ver estas duas cidades, Siena e Pisa. São cidades mais pequenas, que ficam relativamente perto de Florença, e fui para lá de comboio, demorando cerca de uma hora a chegar a Siena e talvez 1 hora e 30 minutos a chegar a Pisa. Depende muito do horário e do tipo de comboio que apanhamos, porque há comboios mais rápidos que outros.

Infelizmente não consegui ir directamente de Siena a Pisa porque não existiam comboios directos, por isso fiz Florença – Siena – Florença – Pisa.

panorama_sienaOutra perspectiva da praça principal de Siena

Então no dia que decidi visitar estas duas cidades, acordei beeeem cedinho para conseguir chegar a Siena pelas 9h, 9h e picos. Indo de comboio para Siena implica que, ao chegarem, vão fazer uma pequena caminhada em “colina”, e demoramos cerca de 5 minutos a pé a chegar à entrada da cidade em si. Depois percorrer a cidade até ao centro histórico são mais 10 minutos a pé.

sienaAs ruas de Siena

Eu sou-vos sincera, prefiro sempre andar a pé, quando é possível, do que apanhar transportes públicos, porque andando a pé aproveitamos mais a cidade e conseguimos admirar tudo ao pormenor. Só ando de transportes públicos em cidades muito grandes, onde as distâncias entre os pontos turísticos são impraticáveis a pé.

Siena é uma cidade medieval, pitoresca, e com cantinhos muito bonitos para passear a pé. A praça central é lindíssima, mas para variar foram as ruas da cidade, algumas super estreitinhas e engraçadas, que mais me encantaram. Em termos de monumentos históricos  há algumas coisaa para visitar, a maior parte são igrejas e palácios, mas a visita vale muito a pena pelo ambiente da cidade.

IMG_1424
Mais cantinhos giros de Siena
IMG_1390
Cantos pitorescos da cidade

IMG_1399IMG_1378IMG_1364Depois de passear pela cidade toda a manhã e encontrar alguns dos locais lindíssimos que vos mostrei acima, parámos para almoçar num restaurante super pitoresco e medieval. Comida razoavel (não foi a melhor, de todo, que já comi em itália) mas valeu pelo ambiente e por almoçar na esplanada, aproveitando o belo dia de sol que apanhámos. Depois do almoço decidimos que estava na hora de iniciar a nossa viagem para Pisa. De caminho para a estação de comboio perdemo-nos e andámos imenso tempo à procura da estação x) àquela hora não se via quase ninguém na rua (eram 14h e picos) porque estava imenso calor e ainda era hora de almoço, mas lá encontrámos um senhor italiano a chegar à sua casa e lá desenrascamos em italiano uma pergunta sobre as direções para a estação, e safámo-nos :) não tínhamos mapa de Siena connosco (super falha no nosso planeamento), por isso estava a ser complicado encontrar o caminho x)

A viagem de comboio para Pisa demorou um bocadinho mais, porque como já vos expliquei à pouco tivemos de voltar a Florença para apanhar o comboio para Pisa. de qualquer forma ainda lá chegámos relativamente cedo, perto das 16h.

Pisa é uma cidade normalíssima; não tem praticamente nada para ver de “importante” até chegarmos ao centro, mas tem muita vida e uma zona histórica ao rubro, pois é lá que se encontra a famosa torre torta, a Torre de Pisa.

IMG_1448IMG_1475Não deixa de ser curioso ver ao vivo aquilo que todos nós já vimos na televisão e na internet; pessoas com as mãos esticadas, para tirarem fotos a “parecer” que estão a segurar na torre :) e sim, eu também tirei, então não havia de tirar? É quase obrigatório x)

IMG_1464Tirei a foto, mas não tive coragem de a mostrar x) por isso mostro-vos uma normal :) A área envolvente da torre é muito bonita e cheia de relva verdinha. Encontram perto da torre uma catedral fantástica, o Batistério de Pisa, o Camposanto e o Campanário.

IMG_1473IMG_1470Podem subir à torre de pisa, se assim o desejarem. Eu não subi porque estávamos um bocadinho cansados das pernas já, e já tínhamos subido em imensos sítios; tendo em conta que a vista da torre não seria nada de especial, decidimos não subir. Mas valeu a pena ir a Pisa conhecer a famosa torre, gostei bastante :)

Ainda chegámos a Florença a horas de jantar; encontrámos por acaso este prédio engraçado:

IMG_1476Por ter dado para ver duas cidades num dia,  aconselho-vos a, se quiserem, conhecerem sempre Pisa e outra cidade pequena à volta de Florença, porque em Pisa não há mesmo muito que ver :) claro que dá sempre para ir às compras; quase desde que saem da estação de comboios até chegarem ao centro histórico, têm uma avenida enorme cheia de lojas, a fazer lembrar um bocadinho a baixa Lisboeta.

Próximo post desta série: Veneza! vocês vão ADORAR tudo o que vos vou mostrar de Veneza :) foi das cidades italianas que mais gostei de conhecer!

Beijinhos,
Lara

Férias em Itália 2016 | Florença ♥

IMG_1041

Como vocês devem ter percebido, se me acompanham nas redes sociais, estive a passar uns dias por Itália, numas férias já muito aguardadas!

Já tinha estado em Roma há alguns anos, por isso desta vez fui mais para norte e passei por Florença, Siena, Pisa, Veneza e Milão. Durante 10 dias percorri todas estas cidades (numas mais tempo que outras), comi à italiana, vi paisagens lindas, apanhei imenso sol e recarreguei energias :D

No post de hoje vou vos falar de Florença :)

Untitled_Panorama5
IMG_1138Cheguei a Itália numa manhã encoberta, aterrando em Milão mas apanhando logo de imediato um comboio para Florença, porque assim tinha decidido fazer a minha rota. Milão ficaria para último.

Quando cheguei a Florença o tempo estava espectacular. Eu, que vinha de um fim-de-semana chuvoso em Portugal, deparei-me com uma Florença cheia de sol e calor, e confesso que foi difícil aguentar a roupa de inverno que trazia vestida, até chegar ao apartamento onde ia ficar!

IMG_1087Quando viajo, normalmente fico em apartamentos ou mesmo num quarto em casa de alguém, através do site Airbnb. É super fácil fazer as reservas, e o site está muito bem feito. Daqui a uns tempos farei um post a explicar-vos tudo sobre ele! Mas adiante. Fiquei num quarto, inserido num apartamento de um particular, mas o meu quarto era separado do resto da casa e só me cruzei com o dono da mesma no check in. Tinha acesso à cozinha do apartamento, se quisesse cozinhar algo para mim, mas tal não aconteceu porque estive sempre a fazer as refeições fora. Tinha casa de banho no quarto, por isso tinha total privacidade.

IMG_1507Florença é uma cidade bastante histórica, com muitas coisas para visitar, mas também é bastante agradável para passear e andar a pé, observando a sua vida própria.

Pedaços de história (e não só) a visitar…

De monumentos a visitar, destaco o imponente Duomo, uma catedral lindíssima e enorme, que tem uma vista brutal da cidade (chama-se Catedral de Santa Maria del Fiore):

IMG_1217IMG_1113
IMG_1231IMG_6339IMG_6281O Palazzo Vecchio (palácio antigo com imensa mostra de arqueologia e arte); A Ponte Vecchio, que é uma ponte pedonal onde encontram imensas joelharias:

Untitled_Panorama14A Piazza della Signoria, uma das praças principais de Florença:

Untitled_Panorama6…entre tantos outros sítios fantásticos que esta cidade tem para oferecer :)

Destaque também para o San Lorenzo Market, que não é um monumento mas não deixa de ter piada passar por lá, e ver o mercado ao rubro, com imensos produtos típicos italianos, e alguns restaurantes de perder a cabeça. Tem tudo tão bom aspecto! Se saírem do mercado, à sua volta é costume estarem vários senhores a vender produtos em pele, supostamente feitos em Itália; há imensa coisa à venda e é giro passar por lá nem que seja só para ver!

Nas praças principais há cafés e gelatarias muito agradáveis, mas foi nos arredores da cidade (vá, um bocadinho menos para o centro apenas) que encontrei os melhores restaurantes, cafés e gelatarias! Excepção feita para um café que não me recordo o nome, que estava na praça do Duomo e onde se conseguiam beber cocktails a preços muito bons!

IMG_1550
Visitamos museus e encontramos destas portas fantásticas, a lembrar a Guerra dos Tronos! :D

Em termos de restaurantes, confesso que em Florença me dei melhor nas tascas italianas do que propriamente nos restaurantes fancy. As tascas italianas tinham comida à séria, eram baratas e tinham italianos a comer lá também, e só isso é um sinal de que o sítio é mesmo bom. Houve uma em particular, perto do mercado de San Lorenzo, que adorei, porque era super pequena, as mesas que cá em Portugal davam para duas pessoas, lá davam para quatro, e dividíamos a mesa com perfeitos desconhecidos! Parece esquisito e sem jeito nenhum, mas foi super giro e divertido almoçar lá nesse dia! Ficámos a conhecer melhor os costumes italianos, e adorámos o ambiente daquela tasca. Os preços eram muito acessíveis e a comida fabulosa! Fabulosa mesmo! A tasca de que falo chama-se Trattoria Mario, por isso se lá forem já sabem, fica perto do mercado e só abre aos almoços ;)

Curiosidades sobre os restaurantes e os hábitos italianos

Em Itália é habitual pagarmos taxa de mesa; normalmente é 4 ou 5 euros para duas pessoas. É chato mas lá fazem isso em quase todo o lado; se comermos ao balcão já não pagamos essa taxa.

Existe um hábito espectacular, que se chama “Aperitivo”!
O aperitivo é uma espécie de pausa antes do jantar; começa por volta das 18h e é vermos os italianos todos a beber cocktails e a comer tostas, salgados e tapas nos restaurantes e bares! Normalmente o preço do cocktail já inclui qualquer coisa para trincar e fica sempre bem baratinho, se compararmos com o preço de um cocktail à noitinha já. A bebida de eleição para o “aperitivo” é o Spritz (que provei e detestei sinceramente) mas também se bebem outros cocktails e até prosecco, o espumante italiano, que é maravilhoso!

12973110_1078889375507479_538866672333592657_o
O spritz, a bebida típica que não apreciei, feita com Aperol x)

E por último, já se perguntaram porque é que nos restaurantes italianos as ementas vêm descritas como “primi” e “secundi” pratos? É porque os italianos comem mesmo dois pratos por refeição! Sim! Eles comem mesmo à séria! Venha daí a entrada, o primeiro prato (massa ou arroz), pãozinho, o segundo prato (carne ou peixe) e sobremesa! Toda a gente (os locais) comia assim nos restaurantes. Só nós e os outros turistas é que não. Muahaha x)

E para as compras…

Florença tem também bastantes lojas de cosmética e moda. Apesar de ser Milão a capital da moda, em Florença há lojas em todo o lado, desde as mais conhecidas e luxuosas, até marcas que nunca tinha visto. Antes de ir a Itália tinha feito uma rápida pesquisa sobre as lojas e descobri que existiam algumas cadeias que não existem em Portugal. Também existem imensas perfumarias de rua, a vender várias marcas, e é fácil encontrarmos esses locais ao passear na rua. Há lojas em todo o lado…Itália é o paraíso para as mulheres ahahah :D imaginem só que, quando lá cheguei de comboio, de Milão a Florença, encontrei na estação de comboios uma Sephora e uma MAC! Oh meu Deus, que tentação não é? Mas eu resisti, e tentei só ir a lojas que não conhecia ainda x)

As pessoas…

Adorei os habitantes locais de Florença, desde o senhor que nos alugou o quarto, até aos donos das tascas e às pessoas a que pedíamos informações. Toda a gente foi muito prestável e tentavam sempre ajudar! Algumas não percebiam inglês, e nós lá desenrascávamos um portaliano e a coisa dava-se :D algumas pessoas nas lojas metiam-se comigo quando pagava, porque tenho uma bolsa de moedas com gatos e toda a gente comentava que a bolsa era gira, achei um piadão x) ; quando fiz compras no mercado (sim, depois noutro post vou vos mostrar as coisas maravilhosas que comprei) também adorei os vendedores, que foram mega prestáveis! Quando não tinham alguma coisa indicavam um outro vendedor que tivesse, davam pequenas atenções nas compras e sorriam sempre. Fantástico… :)
As únicas pessoas “mais chatas” são os vendedores de rua, que em qualquer local mais movimentado andavam sempre com o “selfie stick” atrás para tentar vender e chegavam a ser mesmo muito chatos…mas fora isso, tudo impecável. Nunca me senti insegura em Florença. Completamente segura, a cidade ;) e sempre com muita polícia e militares, bem armados, junto do centro e dos monumentos mais importantes.

Adorei Florença! O tempo esteve sempre tão bom que tive de passar numa H&M para comprar roupa mais fresca, como é que é possível?!

Este foi o primeiro post da minha série de posts sobre esta minha viagem a Itália…no próximo irei falar-vos de Siena e Pisa :D

Untitled_Panorama13Gostaram de ler este? Querem saber mais coisas? O que gostaram mais? ;)
Beijinhos,
Lara

Londres pela segunda vez.

IMG_8693Olá a todos os que me acompanham desse lado :) já sabem que tenho estado ausente por motivos pessoais, e ainda não é desta que consigo voltar a 100% ao blog…acontece que ainda não me mudei de vez, ainda estou na fase final das mudanças, tenho tudo desorganizado quer numa casa quer noutra, e estou sem espaço de trabalho para o blog…ou seja, tenho PC, mas não tenho um sítio para tirar fotos, tenho chegado sempre muito tarde a casa e o tempo é quase nulo. Hoje consegui escrever-vos qualquer coisinha, mas vai ser um relato de como foi a minha passagem por Londres, no mês passado, uma vez que não consigo ainda fazer posts de reviews de produtos.

Londres é uma cidade que adoro. Já lá tinha passado há 5 anos atrás, em Abril de 2010, e foi a minha primeira viagem a sério de avião. Já tinha viajado de avião para Espanha, em pequenina, mas era mesmo muito novinha e não me lembro de nada dessa viagem, pelo que Londres teve um sabor muito especial.

Londres é uma cidade cosmopolita, cheia de vida nas ruas, cheia de sítios giros para se comer, cheia de pessoas diferentes, um autêntico melting pot. Amei Londres em 2010. E voltei a amar Londres agora, em 2015. Voltar lá soube muito bem. É uma cidade super fácil de conhecer, pois tem um sistema de transportes muito eficiente e toda a gente fala inglês (óbvio) o que ajuda muito na comunicação. Londres é enorme. Uma linha de metro deles consegue ser maior do que todas as nossas juntas. A cidade tem imensos sítios giros para se conhecer e divide-se em zonas, sendo que as zonas 1 e 2 são as principais para quem quer conhecer os pontos turísticos mais conhecidos.

Gosto muito de Londres também pela diversidade de entretenimento que existe, quer seja em termos de teatro ou de música. Na primeira vez que lá fui vi um musical – O fantasma da ópera – e fiquei deslumbrada. Gosto de teatro e não vou mais vezes por falta de tempo (e algumas vezes de dinheiro), pelo que fiquei maravilhada com o musical que vi. A produção era imensa, os actores fantásticos e o teatro em si lindíssimo. Confesso que os preços são bastante azedos, ainda mais para a carteira dos portugueses. Ainda relembrando a viagem de 2010, vi um concerto de uma banda que gosto imenso, os Opeth, no mítico Royal Albert Hall, uma sala fabulosa, e adorei. Regressando a 2015, desta vez não vi nenhum musical / peça, mas vi dois concertos. Curiosamente voltei a ver os Opeth, e também vi os fantásticos Riverside, uma banda Poláca e uma das minhas bandas preferidas.

Em Londres é tudo muito caro, infelizmente. A Libra está cada vez mais cara e a cidade em si é cara, por isso convém pouparem algum dinheiro caso queiram lá ir. Eu não sou apologista de viajar e andar a viagem inteira a fazer refeições de fast food e sandes, por isso gasto sempre um bocadinho mais de dinheiro nesse aspecto. Gosto de conhecer a gastronomia local e experimentar coisas diferentes, ir a sítios giros e ficar com boas recordações.

Tive o prazer de ir a três restaurantes diferentes do Jamie Oliver. O Jamie tem uma cadeia de restaurantes italianos – Jamie’s Italian – da qual gosto imenso, pois já tinha experimentado noutras cidades do Reino Unido. Visitei o Jamie’s Italian em Covent Garden e não fiquei desiludida, gostei imenso. Também em Covent Garden, fui conhecer o Union Jacks, um restaurante super informal num misto de pizzaria e comida local. Preços acessíveis, tanto neste último como no Italian (pratos entre as 10£ e 16£). E por último, quase no fim da viagem, tive o prazer de ir ao Fifteen, um restaurante mais posh do Jamie. Os preços são bem abusivos, mas a comida é excelente! Gostei muito do conceito do restaurante, porque o mesmo é sem fins lucrativos e as receitas revertem para o programa de “aprendizes” dele, um programa em que o Jamie recruta pessoas desempregadas para trabalharem com ele no restaurante. É de louvar. Podem saber mais sobre este programa aqui.

Deixando a comida e os concertos de lado, posso vos dizer que apanhei imenso bom tempo (só choveu uma manhã e nessa mesma manhã fiquei a descansar), pelo que S. Pedro foi generoso comigo. Curiosamente já em 2010 tive a mesma sorte, por isso fiquei muito feliz. Já o frio…não estavam horrores de frio, mas as mínimas já chegavam aos 8º, por isso já estava bem mais fresquinho do que cá.

Consegui rever todos os locais que queria, conhecer alguns poucos novos, divertir-me imenso e fazer algumas comprinhas. Comprei alguns produtos da linha de maquilhagem da Pound Land, uma loja que vende praticamente todos os artigos a 1£. Estava um bocado reticente na compra de maquilhagem tão barata, mas fi-lo porque li boas reviews sobre produtos muito específicos, e resolvi trazer comigo alguns deles. Pelo preço não tinha muito a perder ;) num dos meus dias em Londres passei pelo Harrods, um armazém gigante com imensas lojas, e comprei um batom na MAC…não resisti. O preço acabou por ser o mesmo que cá, mas não consegui resistir mesmo. Trouxe um retro matte, depois hei de vos mostrar mais à frente, noutro post. Ainda na maquilhagem, passei por uma loja da Benefit (Nunca tinha visto uma loja própria da marca) e achei a loja um mimo. Infelizmente quando a “encontrei” foi por acaso, e na manhã do meu último dia em Londres, por isso só espreitei assim muito rapidamente, nem tive tempo para tentar comprar nada sequer. De qualquer forma fiquei encantada com a loja…linda linda linda!

Passei na Primark num Domingo à tarde…e foi o caos. Se acham as Primarks de cá confusas ao fim-de-semana, não queiram ver as de Londres. Fui à Primark de Oxford Street, e as pessoas atropelavam-se, literalmente. Quase não tinha espaço para me mexer na loja. Assim entrei, assim saí, estive lá muito pouco tempo. Passei também na Forever 21, e aí sim, trouxe algumas coisinhas comigo. Um vestido de Outono lindo e um poncho fofinho. Adorava que a Forever 21 viesse para Portugal!

Nesta minha estadia em Londres fiquei no apartamento de um casal muito simpático que encontrei no AirBnB. Já foi a terceira vez que fiquei num apartamento deste género, e correu sempre bem até agora. Um dia (já estou a prometer isto há imenso tempo) vou fazer mesmo um post de dicas de viagem, e vou falar-vos ao pormenor do AirBnB. Vale muito a pena, principalmente em cidades caras como Londres.

O post já vai longo, por isso vou me despedir por hoje. Espero que continuem desse lado, porque eu estou mortinha de voltar à normalidade e conseguir fazer posts regularmente! Esperam por mim? :)

Beijinhos grandes!
Lara